Histórico
 19/08/2007 a 25/08/2007
 03/12/2006 a 09/12/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 02/10/2005 a 08/10/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Portal de Sampa
 Sampa Bus
 ÔNIBUS SP


 
 
Blog de Sampa


São Paulo virando Bagdá

Criminosos queimam 68 ônibus e deixam quase 3 milhões sem transporte em SP

Cerca de 2,9 milhões de pessoas foram prejudicadas nesta segunda-feira pela paralisação de empresas de ônibus em São Paulo, em meio a uma onda de ataques atribuídos ao PCC (Primeiro Comando da Capital). Somente na capital, 47 veículos foram queimados entre a noite de domingo (14) e a manhã desta segunda-feira.

Também foram registrados ataques a ônibus em outras cidades. De acordo com registros da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), 14 veículos foram atacados na região metropolitana, seis na Baixada Santista e outro em Campinas.

Segundo levantamento da SPTrans (empresa que administra o transporte coletivo na capital), dez empresas paralisaram as atividades na cidade --três delas parcialmente-- e nove terminais fecharam. Pontos de ônibus ficaram lotados, e muitos passageiros chegaram atrasados ao trabalho.

Com medo de novos ataques, pararam as empresas Vip, Tupi, Paratodos, Transcuba, Cidade Dutra, Campo Belo, Gatusa, Cooperauhton e Cooperpan --a paralisação foi parcial nas duas últimas. todas na zona sul. Na zona norte, a Sambaíba também parou as atividades, mas alguns ônibus voltaram a circular.

Os terminais fechados são: Bandeira, Capelinha, Santo Amaro, Guarapiranga, João Dias, Jardim Angela, Varginha, Parelheiros e Grajaú.

A prefeitura suspendeu o rodízio de veículos na nesta segunda-feira. Com isso, veículos com placas finais 1 e 2 podem circular normalmente pelo chamado centro expandido da cidade durante o horário de pico --das 7h às 10h e das das 17h às 20h.

Ataques

As ações são atribuídas ao PCC (Primeiro Comando da Capital) em resposta à decisão do governo estadual de isolar líderes da facção criminosa.

Desde a noite de sexta (12), criminosos atacam a força de segurança em diferentes pontos do Estado. Agências bancárias também foram queimadas.

Escrito por Eduardo às 15h54
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]