Histórico
 19/08/2007 a 25/08/2007
 03/12/2006 a 09/12/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 02/10/2005 a 08/10/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Portal de Sampa
 Sampa Bus
 ÔNIBUS SP


 
 
Blog de Sampa


A vila de São Paulo de Piratininga teve início em 25 de Janeiro de 1554 com a construção de um colégio jesuíta, pelos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí. Tal colégio, que funcionava num barracão feito de taipa de pilão, tinha por finalidade a catequese dos índios que viviam na região.
O povoamento da região teve início em 1560, quando, por ordem de Mem de Sá, governador geral da colônia, mandou a população da vila de Santo André da Borda do Campo para os arredores do colégio, denominado ?Colégio de São Paulo de Piratininga? ? o nome foi escolhido porque dia 25 de janeiro a Igreja Católica celebra a conversão do apóstolo Paulo de Tharso. Desta forma, a vila de Santo André da Borda do Campo foi extinta, e São Paulo foi elevada à categoria de vila.
São Paulo permaneceu, durante os dois séculos seguintes, como uma vila pobre e isolada do centro de gravidade da colônia, que se mantinha por meio de lavouras de subsistência.
Por ser a região mais pobre da colônia, em São Paulo teve início a atividade dos bandeirantes, que se dispersaram pelo interior do país à caça de índios, de ouro e de diamantes. A descoberta do ouro na região de Minas Gerais fez com que as atenções do reino se voltassem para São Paulo, que foi elevada à categoria de cidade em 1711. Quando o ouro esgotou, no final do século XVIII, teve início o ciclo paulista do açúcar, que se espalhou pelo interior da província, e a cidade de São Paulo tinha a finalidade de escoar a produção para o porto de Santos.
Em 1828, instalou-se a primeira faculdade de direito, e isto deu um novo impulso de crescimento à cidade, com o fluxo de estudantes e professores, juntamente com o crescimento da produção do café nas regiões de Campinas e Rio Claro. Neste período a província começou a receber uma grande quantidade de imigrantes, especialmente italianos, dos quais muitos se fixaram na capital, e as primeiras indústrias começaram a se instalar.
O auge do período do café é representado pela construção da segunda Estação da Luz (o atual edifício) no fim do século XIX. Neste período, o centro financeiro da cidade desloca-se de seu centro histórico (região chamada de "Triângulo Histórico") para áreas mais a Oeste. O vale do Rio Anhangabaú é ajardinado e a região do outro lado do rio passa a ser conhecida como Centro Novo. Os melhoramentos realizados na cidade pelos adminstradores João Theodoro e Antônio Prado contribuem para o clima de desenvolvimento: estudiosos consideram que a cidade inteira foi demolida e reconstruída.
Com o crescimento industrial da cidade, no século XX, a área urbanizada da cidade pasosu a aumentar, sendo que alguns bairros residenciais foram construídos em lugares de chácaras. O grande surto industrial se deu durante a Segunda Guerra Mundial, devido à crise na cafeicultura e às restrições ao comércio internacional, o que fez a cidade ter uma taxa de crescimento muito elevada até os dias atuais.
Atualmente, o crescimento vem se desacelerando, devido ao crescimento industrial de outras regiões do Brasil, e o perfil da cidade vem se transformando de uma cidade industrial para uma metrópole de comércio, serviços e tecnologia, sendo que hoje é, por muitos, considerada a mais importante metrópole da América Latina.


Escrito por Eduardo às 21h51
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo é a cidade mais rica da América do Sul, mas revela muitas disparidades sócio-econômicas entre seus habitantes. É um grande centro cultural e de entretenimento, podendo ser comparada a outras grandes capitais do mundo como Paris ou Nova York. Mesmo assim, a cidade enfrenta problemas comuns às outras megalópoles como o problema do excesso de automóveis (média de um veículo para cada dois habitantes) que circulam em suas avenidas, o que contribui para que São Paulo tenha a terceira maior frota de helicópteros do mundo, atrás apenas de Nova York e Tóquio. A cidade é chamada por muitos de "A capital mundial da gastronomia", devido à sua variedade e qualidade oferecidas em seus restaurantes e lanchonetes.
Além de ser o maior centro de produção e o maior mercado consumidor do país, São Paulo também é um grande entroncamento rodoviário, e faz a ligação Norte-Sul do Brasil. Dá acesso a diversas rodovias (
Rodovia Presidente Dutra, Rodovia Ayrton Senna, Rodovia Fernão Dias, Rodovia dos Bandeirantes, Rodovia Anhangüera, Rodovia Castello Branco, Rodovia Raposo Tavares, Rodovia Régis Bittencourt, Rodovia dos Imigrantes e Rodovia Anchieta). É servida pelos aeroportos Campo de Marte, Congonhas, Cumbica e Viracopos, sendo que estes dois últimos também são aeroportos internacionais e de carga.
Os três principais rios que cruzam a cidade de São Paulo são o
Rio Tietê, o Rio Pinheiros e o Rio Tamanduateí.



Escrito por Eduardo às 21h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo é a maior cidade brasileira e capital do Estado de mesmo nome. A população recenseada em 2003 foi de 11.434.252 habitantes; em 2004, o IBGE estimava um crescimento para 12.677.019. A área do município, ainda segundo o IBGE, é de 1.523 km². A altitude média é de 760m.
Sua região metropolitana tem aproximadamentede 19,7 milhões de habitantes, o que a torna a cidade mais populosa do Brasil e a 3ª do mundo depois da
Cidade do México e Tóquio. O lema da cidade (presente em seu brasão) é "Non Dvcor Dvco" (latim), que em português significa "Não sou conduzido, conduzo".
Regiões muito próximas a São Paulo são consideradas as maiores regiões metroplitanas do Estado, são elas: Jundiaí, Campinas, Santos, Sorocaba e São José dos Campos, cujas populações, somadas a da capital, ultrapassam 29.000.000 de habitantes, ou seja, mais de 80% da população do estado inteiro.


Escrito por Eduardo às 21h40
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]